Arquivo da tag: UFSC

Comentários a partir do jornal “Zero” da UFSC – Parte 2

Augusto Pola Júnior

Daremos agora prosseguimento à análise dos ocorridos na UFSC relatado pela edição especial do jornal “ZERO” – o jornal do curso de jornalismo da UFSC, cuja edição pode ser lida na íntegra aqui. No artigo anterior, é possível se inteirar a respeito do conflito entre polícia e estudantes. Prossigamos.

ufsc zero Continuar lendo

Comentários a partir do jornal “Zero” da UFSC – Parte 1

Augusto Pola Júnior

Andando pela UFSC quando, em contra mão ao sentido que eu caminhava, passou uma moça e ofereceu-me, sem que ambos deixássemos de caminhar, a edição especial do jornal ZERO – o jornal do curso de jornalismo da UFSC. Esta edição especial aborda o recente episódio de confronto de esquerdistas contra a polícia no campus e a posterior invasão a reitora na tentativa de transformá-la em uma república de maconheiros. O jornal teve o cuidado de ouvir todos os lados e procurou, segundo o editorial na primeira página, ser imparcial. Para conclusões mais completa, recomendo a leitura que pode ser feita aqui. Passo então para análise das partes que julguei mais interessante da edição.

ufsc zero Continuar lendo

O Bullying da UFSC 3 – Os sequestradores da paz

Augusto Pola Junior

Quando escrevi em “O Bullying da UFSC 2” que “[…] nem se a UFSC se pronunciasse oficialmente a favor, por exemplo, da liberação das drogas, significaria que todos os que possuem vínculo com a universidade concordam com isso. O máximo, neste hipotético, mas não impossível, caso, seria concluir que parte influente da universidade compartilharia de tal opinião”. Eu já imaginava uma vibe de esquerdismo anti-polícia e pró-maconha na UFSC.

ufsc carro depredado

Continuar lendo

Da infâmia a glória: a exaltação da pátria e a afirmação do sentido de nação diante da afronta comunista

Marcelo Carvalho*

A lição do movimento da reconquista se espalhou e continuará se espalhando pelo Brasil via redes sociais, servindo de lição e motivação para todos os estudantes e pessoas que amam verdadeiramente o Brasil

O evento ocorrido sexta-feira, 28 de março de 2014, pode ser pensado como uma contraposição ao tal “Levante do Bosque”, cujo desdobramento levou a ocupação da reitoria da UFSC e a substituição de nossa bandeira por um trapo vermelho. Neste sentido, o evento pode ser pensado também como uma ação de “Reconquista de Território”, já que o hasteamento da bandeira nacional, substituída pela infame bandeira vermelha, símbolo do comunismo, revela um nítido sentido de reparar algo que fora, momentaneamente, perdido.

A reconsquista da universidade_UFSC Continuar lendo

CAÇA ÀS BRUXAS NA UFSC: PERSEGUIÇÃO IDEOLÓGICA CONTRA ESTUDANTES

Maria Aparecida Nery

Brener Martins, estudante da UFSC, foi agredido fisicamente por Vinicius Aquinio Silva, acadêmico de Geografia na mesma instituição. Um boletim de ocorrência foi registrado na 5a DP (Trindade). Para Brener, o agressor age movido por convicções políticas e ideológicas: Vini­cius é militante do movimento estudantil com amplo apoio da Reitoria que adora Che Guevara, a ditadu­ra cubana e o bolivarianismo. Brener é contrário ao esquerdismo que permeia as práticas e posturas da Universidade

caça às bruxas na UFSC

Continuar lendo

A grande ilusão da “Pátria Grande” latino-americana

Marcelo Carvalho*

O internacionalismo é uma das características do movimento comunista. Neste sentido, parte da ação global comunista consiste no fomento de estratégias para se criar, artificialmente, uma identidade entre nações diversas. Na América Latina, o Foro de São Paulo serve como agente articulador dessas ações elaborando diretrizes para que organizações locais, situadas nos países da região, implementem este projeto. O escopo dessas ações também é diverso e se manifesta em um espectro de organizações que engloba partidos políticos, sindicatos, universidades, movimentos sociais etc..

Foro de Sao Paulo_2 Continuar lendo

ALUNO ESQUERDISTA DA UFSC AGRIDE ALUNO DE DIREITA POR MOTIVAÇÃO POLÍTICA

Perseguição ideológica na UFSC toma contornos fascistas

Antonio Pinho, Vitor Vieira

O estudante de Física da UFSC, Brener Martins (20 anos) foi agredido fisicamente por Vinicius Aquinio Silva (25 anos), que cursa geografia também na UFSC. Segundo relato de Brener, a agressão teve motivações políticas. Vinicius é um militante de esquerda – apóia o MTS e a ditadura cubana – e participa do movimento estudantil universitário. Brener, ao contrário, é conhecido por ser contrário a práticas e posturas esquerdistas na universidade em que estuda.

imagem texto4_che

Continuar lendo