Vamos trocar Pizzolato pelo Battisti? Uma ideia ao governo italiano

volta pra itália

Foto tirada durante o Ato Contra Cesare Battisti, ocorrido na UFSC

Antonio Pinho

Comunista não tem mesmo vergonha na cara. O Battisti fez absurdos na Itália. Matou, violentou inocentes, praticou terrorismo, e o governo comunista do Lula/Dilma o acolhe de braços abertos. E mais, ganha ótimo emprego e moradia de luxo. Aos atletas cubanos – que fugiram durante os jogos Pan-americanos que ocorreram no Rio de Janeiro em 2007– o tratamento foi bem diferente. Lula mandou os atletas de volta para Cuba. Adivinhem o que ocorreu? O governo comunista de Cuba deu um sumiço neles.

Agora que Pizzolato foi preso pela polícia italiana, aqui vai uma ideia: que tal o governo italiano sugerir ao governo brasileiro uma troca? Digam a “presidenta” Dilma o seguinte: “nós mandamos o Pizzolato pra vocês, sem problema algum, mas nos mandem o Battisti”. O povo brasileiro odeia os mensaleiros, dentre os quais está o Pizzolato.O governo italiano pode fazer um grande favor ao povo brasileiro – muitos dos quais descendentes de italianos.
A Itália pode, na verdade, nos fazer dois grandes favores. Livramo-nos de um terrorista – que vai retornar a sua nação para cumprir prisão perpétua –, e colocamos outro na cadeia, para ficar só alguns anos atrás das grades. Infelizmente, as leis brasileiras não são tão boas, e Pizzonato vai ficar muito pouco tempo na cadeia pelo dinheiro que roubou do povo brasileiro.

Mas aqui está uma ideia, uma ideia muito simples: só liberem o Pizzolato para cá se o governo de cá entregar o Battisti. Sejam inflexíveis, ajudem ao povo brasileiro a se livrar de um comunista assassino.

Fonte: Cibercrônicas

Anúncios

Os comentários estão desativados.